A Single Man

a-single-man-poster-1Não falei ainda por aqui deste filme mas não queria deixar de o fazer. Ouvi falar dele e do seu realizador, Tom Ford, na televisão e fiquei expectante. Tom Ford já mostrou o que valia no mundo da moda, consagrando-se como um dos mais conceituados estilistas dos Estados-Unidos da América e ajudando a recuperar a Gucci. Isso seria, pelo menos, bastante para acreditar que os actores estariam bem vestidos nesta sua primeira incursão no mundo do cinema, realizando uma história escrita por si… Na verdade… estavam!

Destaco também o bom gosto da  banda sonora de que deixo um cheirinho aqui mais abaixo…

Não sabia, quando vi o filme este fim-de-semana, mas descobri agora que Tom Ford namora e vive com um homem (Richard Buckley) há duas décadas. Não admira pois que retrate o amor também utilizando um homem singular e homossexual.  Não é, no entanto, na minha opinião, um filme sobre homossexualidade! Os protagonistas são homens (e uma mulher bem gira também) como poderiam ser homens e mulheres ou apenas mulheres. O filme é muito mais que isso. Fala essencialmente do amor, da perda, do luto e de sentimentos, e  esse não escolhem género!

Numa das cenas  iniciais vemos um homem morto ao lado de uma carro acidentado num cenário com neve. Outro homem acerca-se e deita-se ao seu lado fazendo-me lembrar a cena final de “O Corcunda de Notre Dame” (de 1956), que vi há muito tempo na TV, onde Quasimodo, interpretado por Anthony Quinn, se deita ao lado do corpo da bela Esmeralda para adormecer e morrer a seu lado.

Será essa a ideia que acompanha todo o filme, que dura um dia na vida do protagonista. Depois de perder alguém que amou, e com quem partilhou parte da vida, tudo se desmorona e nem as três novas oportunidades de relações, que ao longo do dia e do filme se lhe proporcionam, parecem conseguir demovê-lo.

Uma nota final para a arquitectura, onde também notamos o bom gosto de Tom Ford. Um filme a não perder porque mais que falar de homossexualidade fala de  amor, ser entre homens é apenas um pormenor!

Anúncios

5 pensamentos sobre “A Single Man

  1. Eu também fiquei com vontade de o ver e, depois das tuas palavras (ainda não ouvi a música, mas vou fazê-lo), não posso mesmo perdê-lo. É isso de que algumas pessoas se esquecem: antes do género, estão os afectos. 🙂

    Gostar

  2. O nome de Ford… só mesmo o Henry. Até que vi esse charme (que vim aqui descobrir que é gay) na televisão. Fiquei curiosa por saber como seria um filme feito por um estilista. Depois comecei a ler umas coisas e fui ficando com mais interesse.
    Agora que ouvi a música, ainda mais interese tenho. E ainda não vi o trailler!!! 🙂

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s