Também a chuva

Filmado em 2010, na Bolívia, conta-nos a história de uma equipa de realização que escolhe uma cidade boliviana (Cochabamba) para filmar a chegada de Cristóvão Colombo à América. A razão da escolha prende-se também com a mão de obra barata que podem encontrar no local. Ao longo do filme as personagens e a história vão-se misturando e revelando, à medida que tudo se complica com a chamada “guerra da água” que teve como palco principal essa cidade boliviana, em 2000. Aqueles que mais parecem querer poupar estarão dispostos a gastar, aqueles que parecem encarnar a coragem das personagens que representam duplamente acabam por se revelar cobardes enquanto que os cobardes mostram não o ser.

As palavras são dadas e mantidas umas vezes e outras vezes não, porque nem sempre temos as mesmas prioridades e isso pode fazer toda a diferença!

Uma fotografia fantástica, personagens ricas e bem construídas, diálogos intenso….

Várias cenas  fazem deste filme um filme excepcional. Destaco uma onde o realizador do filme, que filmam dentro do filme, tenta explicar às figurantes como vão fazer parecer real a simulação do afogamento dos seus filhos de colo, num rio. A operação é completamente segura, só molharão os bebés até à cintura sendo depois substituídos por bonecos. No entanto as mães recusam filmar uma das cenas que, segundo o director, põe toda a obra em causa por corresponder a um acto de desespero que realmente aconteceu… É então que o interprete, que acaba de conversar com as mães, lhe explica: “Sebastian, há coisas mais importantes que o teu filme!”

Daniel perceberá isso mas penso que também nós esquecemos,  vezes demais,  tão embrenhados que andamos com os nossos “pequenos” projectos, no nosso pequeno mundo, rodeados das nossas abundâncias e pequenos mimos. Muitas vezes não percebemos os actos mais simples, mas dignos!

Um filme que nos faz reflectir,  onde as personagens acabam por aprender, e também nós, que há vida para além de um filme.

Obrigado Clo pela sugestão. Tu sabias que eu gostaria e isso também me deixa contente, gosto de saber que quem me conhece desde que nasci sabe do que realmente gosto!

Partilho a sugestão com todos os que por aqui passam e preferem os filmes que nos chegam da vizinha Espanha, da América latina ou de França a algumas das produções com muitos tiros bem ao estilo de Hollywood!

Ver apresentação

 

Anúncios

Um pensamento sobre “Também a chuva

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s