Carta aberta ao meu filho André.

Antes de mais, e para ser uma carta aberta autentica, uma declaração de parcialidade. Em tudo o que escrever serei parcial. Não poderia ser de outra forma. Serei parcial porque gosto de ti há 18 anos, ou talvez há um pouco mais. Gostar de ti nunca dependeu, nem dependerá, daquilo que fizeste ou que venhas a fazer. Gosto de ti e sempre gostarei, mesmo que nem sempre goste daquilo que faças!

Um dia encontrei um poema, de Kahlil Gibran, que publiquei no blogue que ninguém lê.  Nesse poema comparavam a educação de um filho ao lançamento de uma flecha. Nunca gostamos muito de desporto, mas sempre tiveste um fascínio por arcos e flechas e tenho a certeza que hoje também o compreendes tão bem como eu. Nesse poema é dito que os filhos não pertencem aos pais e que, como no lançamento de uma flecha, apenas os podem influenciar enquanto esticam a corda. Depois de largar a flecha já não depende de nós, apenas podemos ficar a observá-la e vê-la voar.

Hoje fazes 18 anos e  lembrei-me desse poema. Fui reler, porque, de certo modo, larguei a flecha e quero apenas ver-te voar. Gostaria que, como a flecha, seguisses o teu caminho e atingisses o teu alvo. No entanto, não tenho a certeza de saber qual é esse alvo e assim de saber se fiz a pontaria correta enquanto esticava a corda! Espero que tu saibas e que corrijas a trajetória, se for caso disso! Por mim, se algum desejo formulei, foi apenas que fosses tremendamente feliz e que penses por ti!

Como teu pai gostarei sempre de ti. Isto é uma promessa que me poderás cobrar em qualquer altura. Como teu pai direi o que penso, posso até dar-te um conselho ou outro se o pedires ou até discordar de ti! Não contes  que te diga “Eu bem te disse…”, “afinal eu tinha razão…” porque agora, a probabilidade de nos enganarmos é a mesma.

Ouve todos os que te aconselharem, procura mais que um caminho mas segue sempre o teu. Vais estar  enganado, pelo menos tantas vezes como todos os teus conselheiros. Por cada vez que te disserem “Eu bem te disse” ficarão por dizer umas quantas “Ainda bem que fizeste como querias”… Cada vez que errares, aprende com o erro e depois levanta-te, olha em frente e segue!

Se dividires   a vida em fases ou etapas, hoje passas mais uma. Tenta ser feliz em cada uma delas, mas lembra-te que há muita maneira de o ser e que só tu saberás de que modo podes ser feliz! Muitos  são felizes a trabalhar, outros a ver o mar. Alguns escrevem e sentem-se tão felizes como outros enquanto cantam! Uns têm carros potentes, casas e barcos e, mesmo assim, invejam aqueles que pouco têm! Não aceites que ninguém te diga o que é ou como ser feliz porque posso garantir-te que ninguém sabe! Saberão dizer-te porque são felizes, ou como pensam que seriam ou como fazer todos pensar que o somos… Poderão dizer-te que sabem, mas ser feliz dependerá apenas de ti!

Faz as tuas escolhas, tenta ser livre e dormir sossegado a cada noite. Segue o teu caminho e se aparecer o amor darás por isso, tenho a certeza. Agarra-o. Mesmo que não tenhas a certeza que seja o verdadeiro. Se descobrires que não é, procura melhor, tenta de novo, sem pressa, levanta-te, olha em frente, sê livre!

Faz as tuas escolhas, mas nunca para me agradar ou para agradar a qualquer outra pessoa. Eu gosto de ti há 18 anos e assim continuará… Posso nem sempre gostar do que tu gostares, do que fizeres ou do que escolheres…. mas gostarei sempre de ti!

Um beijo

Pai.

Anúncios

5 pensamentos sobre “Carta aberta ao meu filho André.

  1. Um beijo de parabéns para ti e outro para ele. Que sorte ele tem por ter um pai como tu, que lhe consegue dizer estas coisas! Parabéns, por isso, João. Muito obrigada por o partilhares com todos os que te lêem. Um abraço. 🙂

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s