Assim vai o mundo!

castelo_palmela_corrente

Li, este fim de semana, dois artigos que, não me surpreendendo, me deixaram incomodado. Um deles fala de escravatura, ou outro também.

O primeiro não me surpreendeu porque basta estar atento às notícias para percebermos que é para a escravatura que caminhamos. Todos querem aproveitar a globalização e, infelizmente, são os poderosos que ditam as regras e que definem o que desta globalização incorporamos.

O segundo, que reparo agora já é de março, lembra-nos que nada disto é novo. Tortosendo não foi caso único, por todo o lado houve senhores que controlaram, que definiram, que gastaram num almoço (de sardinhas trazidas de avioneta da Figueira da foz, ou de qualquer outro lugar) o que tiraria a fome a dezenas (centenas?) de empregados (escravos?) durante dias ou semanas (meses?). Melhorar a qualidade de vida dos que os serviam seria perder poder, como hoje diminuí-la será ganhá-lo!

Não está disposto a trabalhar 12 horas por dia? Como é possível com tantos desempregados a cobiçarem a sua sorte!

Construir um liceu na Covilhã? Para quê se os nossos filhos podem estudar nos melhores colégios de Lisboa, Paris ou Londres? E depois, quanto mais instruídos forem os filhos dos que nos servem mais reivindicativos se tornarão… Um dia vão querer ordenados que lhes permitam deixar de ser submissos, um dia vão deixar de agradecer a esmola que fazemos o favor de lhes dar, um dia não teremos pobrezinhos para ajudar e aliviar a nossa consciência!

E hoje, para quê investir na escola pública de qualidade se alguns continuam a poder ir para colégios privados, ou para Paris, Londres ou Nova Iorque?

A crise, infelizmente, não apanha todos do mesmo modo. A crise, infelizmente, não tem apenas um lado negro… pelo menos para todos! Os escravos vindos da Roménia, de Trás-os-Montes ou do Alentejo vão continuar a existir porque temos que continuar a ter azeite, maçã, pêra, batata e uva  nas prateleiras das catedrais do consumo, porque temos que ter angariadores que ficam com a parte de leão, no mesmo bolso em que escondem os passaportes daqueles a quem já roubaram tudo… até a dignidade e a vontade de gritar basta!

Anúncios

2 pensamentos sobre “Assim vai o mundo!

  1. Por acaso não conhecia o texto dos playboys, mas li o outro ontem e um outro há umas duas semanas sobre a mesma temática (e se não me engano também do Público).
    São várias as razões para isto acontecer, mas a crise de valores é a principal. Faltam valores aos exploradores. Mas também faltam valores ao comum mortal. Se não é com eles, não fazem nada. Não denunciam, não ajudam… Eu despedi-me do supermercado onde trabalhava (existe também em Portugal) e tenho explicado às pessoas as razões. Uma mulher com um bom trabalho (fixo, com descontos, com tudo como manda a lei, perto de casa e quase de certeza com um bom ordenado; casada com um homem com emprego e só com um filho) começou a lamentar-se do custo de vida e da necessidade em comprar naquele estabelecimento comercial. Não entendo…. tem possibilidades de ir a outras superfícies comerciais (cada vez mais baratas) e ela vem-me dizer que até nem se importa que os empregados sejam explorados porque tem que comprar esparguete para o filho?!?!
    Enquanto as pessoas não começarem a mudar mentalidades o mundo vai para baixo e para baixo e para baixo… :/

    Bem… desejo que 2014 seja melhor. Para todos, o João incluído! 🙂

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s