Peregrinações…

Um dia, devia ter 5 ou 6 anos, lembro-me de ver a minha mãe meter uma série de notas num buraco, onde mais gente metia dinheiro também, e de perguntar onde sairia a prenda. Nesse tempo éramos emigrantes em França e eu estava habituado a tirar chicletes de máquinas de distribuição…. Se metíamos dinheiro alguma coisa teria que sair em algum lugar!

É essa a primeira memória que guardo do santuário de Fátima. Sei que a viagem até lá foi de taxi, mas certamente que também poderia ter dito que foi no carro de um amigo pois havia dois taxistas, o Sr. Queijo de Soeima e o Sr. Neno dos Vales, não recordo qual deles nos levou nesse ano, que mais do que taxistas eram também amigos da família.

Viemos de Trás-os-Montes a Fátima cumprir uma promessa. Aos quatro anos tive uma meningite contagiosa ou algo deste género, mas sei que foi uma doença grave, de rico, das caras, e que nem toda a gente se dá ao luxo de ter e que deixou marcas na pele que ainda hoje guardo. Estive por um fio e, para lá de toda a medicação que me deram no hospital francês, nossa Srª de Fátima fez também a sua parte ou, pelo menos, assim acreditou a minha mãe e eu também!

Não sendo muito religioso ou, pelo menos praticante, a verdade é que quando se ouvem os trovões me lembro de Fátima, como tantos outros de Santa Bárbara.

Assim, este ano irei pela primeira vez na vida a pé a Fatima! Vou de Coimbra a Fátima em peregrinação, começando amanhã, bem cedo. Terei por companhia a minha irmã Maria, que se prontificou a fazer este caminho comigo o que me deixa muito feliz pois, vivendo ela em França e por isso não nos vendo tão frequentemente como gostaríamos, teremos pelo menos três dias para conversar!

Confesso que cada vez que vejo passar os peregrinos me apetece ir com eles… Amanhã vamos mesmo, serão cerca de 90km em três dias…. Muito para uns, quase nada para outros. Eu espero apenas conseguir, desejem-nos sorte!

Anúncios

7 pensamentos sobre “Peregrinações…

  1. Mas vai mesmo a Fátima a pé ou vai só lá ao lado?!? Eu peço desculpa mas nunca consigo resistir quando sei que alguém diz que vai a Fátima a pé. Normalmente as pessoas vão até à Cova da Iria e não chegam a ir à verdadeira Fátima (por lá diz-se à Fátima Velha). Eu fui muitas vezes a Fátima a pé, da Cova da Iria! :p
    Vivi 6 anos em Fátima, mais precisamente na Cova da Iria. Ganhei uma alergia àquilo que era incapaz de ir lá a pé (embora vá lá todos os anos visitar as minhas “pinguinas” [freiras com quem vivi]), no entanto admiro quem o faz.
    Assim, boa sorte para si e para a sua irmã! 🙂

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.