Espaço 1999

Completo hoje 46 anos, pouco falta para meio século, parece tanto e tão pouco ao mesmo tempo.

Lembro-me de calcular a idade que teria no ano 2000 e pensar como seria velho nessa altura. Passava  “Espaço 1999” na televisão e o que seríamos no ano 2000 era um sonho de ficção científica  para todas as crianças e jovens que, como eu, viam a série na TV a preto e branco.

Afinal não era velho em 2000. Hoje sei que era ainda novo  em 2000 e que a lua não andava à deriva pelo espaço em 1999.

Aos 46 anos sinto-me estranho. Sinto que já não sou novo e, no entanto, não me sinto velho.

Já amei e fui amado (ou, pelo menos, muito bem enganado).

Não me arrependo de nada do que fiz, mesmo tendo a certeza de que nem sempre fiz tudo bem.

Nem sempre fiz as escolhas certas, mas foram sempre as minhas escolhas.  Não culpo ninguém por elas, nem pelos meus erros. As cicatrizes que ficaram fazem parte de mim e é graças a elas que sou o que sou e  também quem sou.

Obrigado a todos os que, ao longo destes anos, já passaram pela minha vida. A todos, sem excepção, agradeço, mesmo àqueles que se arrependem de me ter conhecido um dia.

Sem vocês a vida não teria sido a mesma e, não tenho ilusões, sei que dificilmente teria sido melhor!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.