O tempo

O tempo sem ti parece não passar
Desde que partiste que o tempo parou
Congelado na solidão
Procurando o que ficou
para trás, esquecido da tua essência

A tua ausência acrescenta
Segundos aos meus minutos,
Minutos às minhas horas,
Horas aos meus dias,
Dias aos meus meses,
E meses aos meus anos.

E é por isso que te peço,
Se ainda me amas,
Ou se algum dia me amaste,
Por favor,
Não voltes até outubro,
Tenho muita tarefa atrasada…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s