Quero o que não vem na pele

Quero o que não vem na pele
o arrepio que antecede o toque…
o gemido preso na garganta…
o desejo no brilho do olhar…

Não quero sentir
o calor das suas mãos,
quando me toca
e me despe,
enquanto me beija a boca.

Não quero sentir o cheiro
que me inquieta os sentidos,
quando me abraça
e me incendeia
e despedaça
no turbilhão de loucura
que gera à sua volta.

Quero o que não vem na pele
e, no entanto,
à noite,
sonho com ela…
e com ele.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s