Não gosto de fazer política!

Atenção, não interpretem mal o título! Não tenho nada contra a política e muito menos contra os políticos. Não gosto de fazer política, apenas, porque não gosto de fazer quase nada.

Raramente manifesto aqui, onde ninguém lê, as minhas opiniões políticas. Primeiro porque a política é coisa séria e este blogue não deve ser levado muito a sério. Em segundo lugar porque, sendo a política coisa séria, quem faz política deve fazê-lo à séria e, no mínimo, fundamentar as suas opções e posições… coisa que raramente faço.

Mas  Mourinho abriu uma excepção e  disse que votaria Marcelo e, por isso, sinto-me no dever de, também eu, abrir a minha exceção e dizer que não voto Marcelo!

Lembro-me de o ouvir na TSF, num tempo em que dava notas aos políticos. Sabia de tudo, falava de tudo e eu não perdia um programa. Pensava que ele sim deveria fazer política, ele que sabia sempre tudo. Depois foi candidato à Câmara de Lisboa e foi também presidente do seu partido e eu percebi que falava muito melhor do que fazia. Dar notas a políticos deve ser, portanto, muito mais fácil que fazer política… Confesso que, ultimamente, já não tinha paciência para o ouvir. Votaria Marcelo, sem duvida nenhuma, se entrasse na Quinta dos Políticos, apresentada por Teresa Guilherme. Bom comunicador, capaz de fazer umas sacanices por lá… teria tudo para ganhar um concurso desses.

Não votando Marcelo, tenho ainda nove candidatos à escolha! Confesso que gosto da Marisa. Gosto do seu sorriso (por isso escolhi uma foto sua para ilustrar este texto), do modo como fala. Gostei do vídeo em que nos mostrou a aldeia de onde veio e as suas origens humildes. Eu  também sempre me orgulhei da minha aldeia e das minhas origens humildes. Claro que a Bruxelas apenas fui de visita e por isso continuo a ser humilde, como as minhas origens, nada que se compare ao que a Marisa já conseguiu!

Também gosto do Tino de Rans. Tem também um sorriso simples, e é também de origem humilde tendo ainda a seu favor o facto de continuar humilde… como eu. Tem um discurso fácil e uma lábia de fazer inveja a muito político, no ativo, que estudaram certamente muito mais que ele. Gostei de o ouvir dizer que faz bonequinhos nos debates, porque fazer bonequinhos já é fazer alguma coisa!

Finalmente gosto de Sampaio da Nóvoa. Muito antes de ser candidato ouvi-o, mais que uma vez, discursar enquanto reitor da Universidade de Lisboa. Gostei sempre do que dizia e  sobretudo do modo como o dizia…  Será pois, muito provavelmente, a ele que confiarei o meu voto. Bem sei que isso não importe a ninguém, como importa saber em quem vota Mourinho, por exemplo…  Mas apeteceu-me hoje fazer política, a mim que raramente me apetece fazer alguma coisa, e dizer-vos  que não se preocupem com o voto do Mourinho porque é anulado pelo meu!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s