Uma questão de dignidade!

Não sou dos que pensam que os políticos ganham muito, antes pelo contrário. Também não acho que o estado deva levar os convidados a comer a lares de terceira idade ou até que os sirva com faqueiros e serviços de loiça comprados no IKEA, como os meus. Todos devem ser tratados com a dignidade que merecem. Os políticos devem receber o suficiente para viverem sem passarem o tempo a fazer contas ao dinheiro e aos dias que faltam para acabar o mês, como eu, e os  ilustres visitantes do nosso país devem comer com faqueiros de prata como, certamente, estarão habituados a fazer em suas casas, e palácios, nos seus países.

No entanto, sou contra a hipocrisia! E, na minha opinião, é ser hipócrita preocupar-se apenas por vezes com a dignidade. Gastar o equivalente a 600 ordenados mínimos (300 000/500) em faqueiros em menos de um ano, dinheiro que permitiria pagar a mais de 40 pessoas que ganhassem o ordenado mínimo durante um ano, e viverem, assim, com alguma dignidade, não é zelar pela dignidade de ninguém… é apenas  e só uma pouca vergonha que seria admissível num país onde as questões de dignidade se pusessem apenas ao nível dos faqueiros utilizados por alguns mas pagos por todos!

 

(* Foto: http://cdn.cml.pt/fotos/l153/_BBG2718_g.jpg)

 

Anúncios

Um pensamento sobre “Uma questão de dignidade!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.