Chovia

Chovia naquele dia.
na janela a água escorria
enquanto ela,
ainda na cama,
se contorcia

Sonhara com ele
outra vez
nesse dia
e agora
chovia!

Imaginou um campo
cheio de flores
onde consumassem
seus amores
sem medo de pecados
ou de rumores

Ligou-lhe
nesse dia
enquanto
lá fora
ainda chovia
para ouvir  a sua voz
que mal conhecia

Chovia,
lá fora,
enquanto a humidade
a janela de seu corpo
invadia!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s