Sei-o

Vi-a, não recordo onde.
Talvez em cima de um passeio
Tive vontade de lhe tocar
Mas tive receio.

Como teria gostado de a mão encostar
Na sua mão, no seu braço ou no  seu seio.
Mas não podia,
Havia gente pelo meio…

Recordo que havia uma escola,
Ela entrou e eu esperei
Pacientemente  pelo recreio

Era tão bonita
E eu feio
Naquela altura nem sabia
Agora sei-o!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s