Renascer

Um dos meus interpretes da canção francesa preferidos é Serge Reggiani. Embora não sendo compositor, como foram os Georges  Brassens ou  Moustaki ou ainda o Jacques Brel o Charles Aznavour ou o Léo Ferré, a verdade é que muitas vezes prefiro ouvir os poemas de Moustaki interpretados por ele, como Ma Liberté, por exemplo.

Tendo começado por ser ator, foi como interprete que se destacou.  Adoro L’ Italien e tantas outras que interpreta magistralmente.

Há dias descobri uma interprete canadiana, Isabelle Boulay, que gravou um disco com os grandes  sucessos de  Régianni. Estou a adorar. Anda a tocar em loop no carro desde então.

Fiquem com “Il Suffirait De Presque Rien”, deste Reggiani renascido, porque o que é bom nunca morre.

 

Se gostaram, oiçam ainda também “Ma Liberté”, cantada por esta canadiana.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s