Saudades de ti

Tenho saudades de ti, desde o dia em que partiste. E eu, que parto um pouco todos os dias, penso que partiste cedo demais, como partem todos os que são amados como eu te amo.

Tanto beijo que ficou por dar, tanto abraço apertado. Bem sei que antes de partires de mim fui eu que te deixei. Mas tínhamos os Natais, os telefonemas, os piqueniques no verão. Bem sei que tive sorte em ser teu filho, mas gostaria que os meus também te tivessem conhecido e se orgulhassem da mulher que foste e de tudo o que nos deixaste. Eu sou parte daquilo que foste e é um pouco do que foste que quero que eles um dia sejam.

Foste a mulher mais linda, mais inteligente, mais generosa com que já me cruzei e, por isso, não quero que este texto seja apenas um lamento. É sobretudo a minha maneira de te dizer que os anos ainda não te apagaram da minha memória e que não te apagarão nunca.

Espero que a vida não seja só isto. Espero poder voltar a beijar-te, porque ainda me lembro, e lembrarei sempre, do sabor do teu beijo! Espero voltar a ver o teu sorriso, fora dos meus sonhos, e poder voltar a rir contigo ou a ver um episódio do McGyver, ou de um filme qualquer, que para ser bom lhe baste a tua companhia.

Não te preocupes comigo, estou bem.

Estou, só, com saudades de ti!

 

Anúncios

3 pensamentos sobre “Saudades de ti

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s