Um par de botas

Passeava a semana passada pela Feira Internacional de Artesanato (FIA), na FIL, em Lisboa, quando um stand de calçado, feito à mão, chamou a minha atenção. Levanto uma das botas expostas e pergunto a um jovem sapateiro que trabalhava ali ao lado:

  • Quanto custa?
  • Nada, disse-me ele. Essa é a esquerda e eu aqui só vendo a direita e ofereço sempre a esquerda!

E disse isso com um sorriso de orelha a orelha!

Não sou homem de perder uma promoção e dali a pouco estava a calçar a bota e, pouco depois, a que teria que pagar também!

Brinquei com o preço e ele, entrando na brincadeira, fez um desconto ao preço inicial.

Podia falar das botas, mas digo apenas que não precisava delas. Saí dali com um par de botas de que tão cedo não preciso, apenas porque aquele jovem artesão, é também um ótimo comunicador e vendedor.

Podia falar do preço, mas digo apenas que já paguei mais por outras que talvez trouxessem gravado o nome de alguma marca conhecida, mas não traziam de certeza gravado o sorriso de um artesão que, visivelmente, gosta do que faz!

Se forem apenas tão boas e confortáveis como parecem, comprarei mais botas a este jovem vendedor, tenho a certeza!

Artesanato Valentim no Facebook

Anúncios

Um pensamento sobre “Um par de botas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.