Porque volta a ser dia de Santo António!

Nasci no dia de Santo António, mas não é por isso que me chamo João. Volta a ser dia de Santo António e eu comemoro mais uma volta ao sol. Já lá vão 52. Tenho que confessar que nem todas foram igualmente boas, mas, a maioria, têm valido a pena.

Ao longo destes 52 anos, muita água passou por debaixo das pontes. Na minha vida, como em todas, muita coisa mudou. Não me arrependo de grande coisa, nem dos erros que, como todos, tenho cometido. Cada episódio da minha vida teve, certamente, um propósito. Talvez não tenha sempre escolhido o melhor caminho, nas encruzilhadas que tenho encontrado, mas nunca saberei o que aconteceria se tivesse escolhido o outro.

Orgulho-me de ter nascido numa pequena aldeia de Trás-os-Montes, no cimo da serra de Bornes. Como o meu pai, por mais lugares que visite, continua a ser lá que melhor me sinto. Orgulho-me de ter nascido numa família que sempre me mimou, acarinhou e continua a acarinhar e a mimar. Orgulho-me de todos os amigos que fui encontrando ao longo da vida.

Em miúdo, naquela pequena aldeia, sentia-me protegido. Achava que a aldeia ao lado, apenas um pouco maior, já era demasiado grande. Como grande, para mim, era a vila, o concelho para onde, a partir do segundo ciclo, fui estudar. Depois, ainda devido aos estudo, mudei-me para uma cidade maior, em T-o-M, e, quando fui para a universidade para uma maior ainda, no Alentejo. Quando casei, vim viver para a zona de Setúbal e é por aqui que ainda vivo, neste momento. Por todos estes lugares fui fazendo amigos e, hoje, tenho orgulho de dizer que se espalham por todo o país. Deixei de considerar os lugares grandes demais, confusos demais, com gente demais.

No entanto, ao passar os 50, começo a sentir o apelo das raízes. A vontade de fazer o caminho inverso e voltar aos lugar que percorri em pequenino. Podemos sair de Trás-os-Montes, mas dificilmente Trás-os-montes sai de dentro de nós. Hoje sei que há gente boa (e menos boa) espalhada por todo o lado. No entanto, alguns lugares destacam-se, para cada um de nós, pelas paisagens e, sobretudo, pelas gentes com que nos identificamos e que, para nós, serão sempre as melhores gentes do mundo!

Desejo, neste dia de Santo António, tudo de bom a todos os que comigo se têm cruzado. Vamos dar mais umas voltas ao sol, porque a Terra não para e há ainda muitas mais voltas para dar.

Até já!

2 pensamentos sobre “Porque volta a ser dia de Santo António!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.