A Elisabete e o Ricardo

Fazem anos no mesmo dia, e isso é apenas mais uma das coisas que partilham. Ainda lhes devo, aos dois, um acolhimento na minha terra como me acolheram um dia em Elvas. Talvez retribua um dia em Trás-os-Montes, quem sabe. Conheci primeiro a ELisabete, estava na 24 de julho e entrou pelo gabinete onde eu trabalhava. Ninguém fica indiferente à Elisabete quando entra numa sala. … Continue a ler A Elisabete e o Ricardo

O meu amigo escritor!

Hoje, o meu amigo Carlos Alberto Silva está de parabéns! Venceu o prémio Prémio Afonso Lopes Vieira, com o seu livro “Desenho impaciente”. Mas, ser escritor é apenas uma das muitas facetas do Carlos. Educador de infância, professor bibliotecário e utilizador de robótica educativa, são muitos os campos em que o Carlos se destaca. Conheci-o, por acaso, num curso em que era eu formador e … Continue a ler O meu amigo escritor!

Hoje faz anos o Poeta

Hoje faz anos o poetaPorque os poetas também fazem anosTodos os anosComo nós Um diaNum dia 20 de marçoUma mãe deu à luz um filhoQue viriaComo elaA juntar palavras que rimamMuitas vezesE outrasApenas dizem coisasQue outros gostavam de dizerSem saber É por isso que gostamos do que escrevem os poetasPorque conseguem Em algumas palavrasColocar no papel o que nós só temos na almaE escrevem o … Continue a ler Hoje faz anos o Poeta

Trás-os-Montes

Ir a Trás-os-Montes é sempre uma aventura. É o cheiro da terra, são as paisagens e, sobretudo, são as pessoas. Desta vez, além das pessoas que estão por lá e que nos recebem sempre tão bem, levamos connosco outras pessoas, algumas que nem conhecíamos, com o pretexto de irmos caminhar. Foram três dias fantásticos onde, como em todas as boas aventuras, acontece de tudo. Bem … Continue a ler Trás-os-Montes

Foi bonita a festa, pá!

Ontem, um grupo de amigos, a que tenho o privilégio de pertencer, juntou-se para fazer uma festa. O pretexto foi cantarem juntos, como noutras ocasiões já foi caminharem,  jantarem ou apenas conversar. Não são meus amigos de infância, não são meus colegas de trabalho. São pessoas que entraram na minha vida, há bem pouco tempo, por um feliz acaso, e que, no entanto, parecem ter … Continue a ler Foi bonita a festa, pá!

E, de repente, tens 18 anos!

Confesso que me custa ainda a acreditar. Hoje fazes 18 anos e entras numa nova fase da tua vida. Agora és responsável pelos teus atos, ou és ainda mais responsável pelos teus atos. Não te peço que gostes de mim, nem que tenhas tempo para mim. Apenas te peço que sejas feliz. Desejo que sejas tremendamente feliz, ao meu lado ou ao lado de todos … Continue a ler E, de repente, tens 18 anos!

As calças rotas

Pessoalmente metem-me alguma confusão as calças rotas. Não que não ache a sua graça a um joelho de uma moça bonita que vai espreitando à medida que ela caminha, antes pelo contrário. Mas habituamo-nos e começamos, pouco a pouco a gostar.  Não posso, no entanto, deixar de pensar de onde virá tal moda. Lembrem-se que a tendência já começou há muito, quando, antes de rotas … Continue a ler As calças rotas

O primeiro dia do resto da tua vida!

Não sei como, mas cresceste. Mais tempo longe de mim do que eu gostaria, é verdade. Mas hoje, és uma mulher, ou quase. Em breve terás 18 anos e estás prestes a entrar numa etapa muito importante da tua vida. Por muito grande que sejas, vais crescer ainda mais, porque estamos a crescer desde o dia em que nascemos até ao dia em que partimos. … Continue a ler O primeiro dia do resto da tua vida!