Foi há 15 anos!

Foi há 15 anos, lembro-me. Tinha feito 25 pouco tempo antes… Foi um parto complicado e, às alegrias desse 26 de Junho, seguiram-se momentos de angustia e incerteza. Foste levado para uma máquina onde era possível tocar-te metendo as mãos por uns buracos. Lembro-me de olhar para ti… Lembro-me de nem me atrever a mexer-te. Lembro-me de um médico, que ainda hoje chamamos de teu, me dizer que podia tocar, que não estragava nada e o puto até gostaria! Lembro-me que quando te vi passar pela primeira vez, nos braços de uma enfermeira, tinhas a cabeça tão alongada que me … Continuar a ler Foi há 15 anos!

As más notícias

Por vezes o telefone toca e traz más notícias… O coração fica apertado e um nó na garganta impede-nos de dizer seja o que for. Aconteceu ontem, quando me comunicaram que alguém tinha perdido um ente querido. Foi por aqui que restabelecemos o contacto e, sabendo da virtualidade destes meios, apetece-me também por aqui, mandar-lhe um abraço bem apertado enquanto não o puder fazer pessoalmente. A vida, por vezes, teima em fazer-nos sofrer. Coragem! Continuar a ler As más notícias

Impressionante…

“I was just now searching for about this when I discovered your blog post.  I’m just stopping by to say that I really liked seeing this post, it is really well written. Are you considering writing more about this? It seems like there’s more depth here for future posts.” Acabo de receber este comentário relativamente à mensagem anterior… Impressionante! Faz bem ao ego, mesmo estando escrita em inglês… ou sobretudo por isso! Tudo isto e só escrevi “Bom dia!” …. Imaginam o que seria se escrevesse algo de mais profundo ou se, por exemplo, a Srª ou Sr. compreendessem o … Continuar a ler Impressionante…

Mãe, só há uma!

É hoje. Hoje é o dia da mãe. A minha partiu cedo, cedo demais. No entanto continuará sempre perto e tenho a certeza que o que sou, o que faço e o que quero para mim continuam influenciados pelos valores que me passou. Não sei se aprovaria tudo o que fiz até hoje, mas tenho a certeza que respeitaria as minhas opções e isso  deixa-me tranquilo. Se tivesse que a definir numa palavra seria “generosidade”. Conseguiu dar muito a todos os que a rodearam e sobretudo aos filhos. A alegria de dar é uma das facetas que melhor recordo da … Continuar a ler Mãe, só há uma!