Nem sempre quem ganha é quem vence!

Bárbara Tinoco não passou nas provas cegas da edição anterior do The Voice. Era mais uma miúda, nervosa, a cantar e a tocar viola. No entanto, depois saberem que também tinha originais pediram-lhe que cantasse uma música sua e cantou “Antes Dela Dizer Que Sim”. Julgo que alguns dos jurados se arrependeram nesse momento de não ter virado a cadeira, mas já não havia nada … Continue a ler Nem sempre quem ganha é quem vence!

Venise n' est pas en Italie

Falava disto, na sexta, quando, mais uma vez, defendia que mais importante que saber onde vamos é saber com quem. Serge Reggiani é, para mim, um dos melhores intérpretes da canção em língua francesa e mesmo cantando palavras que não são suas, ao contrário de Georges Moustaki, Brassens e Brel, por exemplo, as interpretações eram sempre superiores às dos próprios autores das letras. A letra … Continue a ler Venise n' est pas en Italie

Espectáculos, tecnologia e escola

Fui ontem ver André Rieu e a sua orquestra Johann Strauss ao Altice Arena. Comigo estavam umas 12.500 pessoas, uma vez que o Altice estava esgotado. Estranhei, no início do espectáculo, que ninguém nos pedisse que desligássemos os telemóveis, muito menos que não tirássemos fotos ou gravássemos vídeos. Mas, na verdade, neste tipo de espectáculos pouco incomoda os artistas um telemóvel, mesmo que toque, mesmo … Continue a ler Espectáculos, tecnologia e escola

La mamma

Hoje milhares lamentam a tua partida. Milhares ouviram as tuas canções e milhares ainda continuarão a ouvi-las. Escrevo enquanto oiço “La mamma” uma das muitas histórias que tão bem soubeste colocar numa canção. Hoje todos se juntam num coro de choros à tua volta, mas tenho a certeza que, como junto do leito de morte da mamma, também quererias que não nos sentíssemos tristes e … Continue a ler La mamma

Formidable

Stromae é formidável, de isso poucos duvidam. Mas, se vestido de modo vulgar, aparecesse nas ruas de Bruxelas, uma manhã, como uma pessoa vulgar, depois de uma noite de copos? Talvez parecesse apenas “for minable”… Este cantor belga interpreta músicas de ritmos fortes, com poucas palavras, mas repetidas até à exaustão, como em “Papaoutai“, que não nos deixam indiferentes depois de as ouvir algumas vezes. … Continue a ler Formidable

A música do dia (13)

  “Simples lamento” é o título da canção de hoje. Não se deixem iludir pelo “simples” do título. É um lamento, mas não é simples. É uma canção bonita de um neto para o avô. Quem, como eu, conhece o Tiago Correia sabe que cada palavra é sentida, o que torna a música  mais especial ainda. Conheci o Tiago no seu primeiro ano no ensino … Continue a ler A música do dia (13)

A música do dia (11)

Um dia, a caminho do dentista, cantaste esta música no carro. Nunca mais a pude ouvir sem pensar sem ti. Explicas-te-me o que dizia a letra e falamos um pouco, nós que falamos tão pouco. Acabo de a ouvir agora e, que melhor razão, do que trazê-la para aqui e assim poder  encontrá-la sempre que tenha, como hoje, saudades de ti? Um beijo, princesa. Lukas … Continue a ler A música do dia (11)

A música do dia (10)

A minha relação com a escrita sempre foi complicada. Gosto de escrever, embora, por vezes, eu próprio descubra erros ortográficos que me envergonham naquilo que escrevo. E que aflição, querer escrever cartas de amor sem as saber escrever, principalmente sabendo como todas são ridículas, mesmo aquelas que não tenham erros ortográficos! Aznavour, brincou com isso, como com tantas outras coisas. Fiquem pois com ele, nesta … Continue a ler A música do dia (10)